MICSUL: expandindo fronteiras

Midori NakagawaNotícias0 Comments

micsul - café de jogos

Olás a todos!

Na semana, entre os dias 15 a 18 de maio, estavamos em Mar del Plata participando do I MICSUL fomos uma das 100 empresas selecionadas para participar dessa primeira edição pelo setor de jogos eletrônicos o/

Sala de roda de negócios

Sala de roda de negócios

Foi um evento enorme, mais de 2500 pessoas se credenciaram apenas no primeiro dia e muitas outras chegaram depois. Nesse encontro reuniu-se pessoas de diversas áreas (cinema, música, escritores, teatro, moda e jogos) e pudemos trocar contatos e experiência; fazer negócios e assim expandir um pouco nossas fronteiras criativas.

O legal do encontro foi poder ver um pouco da realidade dos “hermanos” desenvolvedores de jogos. Muitas vezes acabamos focando mais para os mercados norte americanos e europeu e esquecemos que os países vizinhos também tem pessoas que jogam e que produzem jogos. Conhecemos muitas empresas e/ou estúdios com jogos de qualidade e também projetos interessantíssimos.

Os nossos vizinhos também têm vários problemas, assim como os que temos aqui no Brasil, falta de incentivos e investimentos para empresas de jogos e para desenvolvimento de novos projetos. Outro problema é falta de mão de obra especializada (principalmente programadores), muitas empresas são compostas por apenas um tipo de profissional, ou só de programadores ou só ilustradores e animadores, ficando mais difícil criar um jogo próprio.

Vimos que na Colômbia o governo já vem incentivando jogos há algum tempo, tanto que patrocínio com incentivo fiscal é algo comum, vários jogos que participaram tinham publicidade em seus créditos de empresas privadas investiram no marketing cultural. A Argentina na área de jogos têm alguns programas para incentivo, principalmente na área educacional, onde querem inserir no site do Ministério da Educação jogos como uma forma de aprendizagem.

Palestra sobre Game Design ministrada por Alexis Jolis Desautels

Palestra sobre Game Design ministrada por Alexis Jolis Desautels

Além das rodas de negócios também tivemos diversas palestras sobre o mercado cultural no Mercosul, desenvolvimento de jogo, apresentação da Godot Engine, panorama geral de desenvolvimento de jogos na América do Sul, mesas redondas e outros.

O MICSUL foi muito mais que um evento de negócios foi um encontro para trocas experiências e muito, mais muito, aprendizagem.

Este post está disponível também em English