Jogar? Peraí vou marcar na agenda

Midori NakagawaNotícias0 Comments

play-game

Nesses últimos dias estávamos fazendo pesquisas sobre o mercado de jogos e chamou a atenção os títulos que dizem que mercados de jogos para  mobiles  já superaram o mercado de consoles e computador.

A previsão, segundo Juniper Research, é que  até 2019 o mercado de games para console e computador diminua, porém ainda continue sendo a responsável por mais de 50% do lucro da indústria de jogos. E analisando a notícia vemos que mesmo com o encolhimento do mercado de consoles seus jogos continuam com maior valor agregado e já começam a buscar outras formas para atrair novamente seu público.

Muito além do problema de preços

Porém além das medidas que as empresas de jogos de consoles estão tomando tem um outro problema por trás: TEMPO.

A pessoa que escreve esta matéria é um exemplo disso: a muito tempo atrás conseguia jogar vários jogos por mês, depois foi diminuindo alguns jogos por mês, por semestre, até chegar por ano (é até uma vergonha).  Porém quantos estão sofrendo com esse problema? Acredito que ele não seja apenas meu.

Mas por que não jogar em console e jogar no celular?

Sentar para jogar demanda quase que marcar na agenda pois jogar apenas por alguns minutos é chato ainda mais se estiver jogando um Tomb Raider ou um Resident Evil, por exemplo. Além do mais, se ficar muito tempo sem jogar acaba perdendo o fio da meada da historia e do que estava fazendo.

Porém recentemente (re)descobri os jogos de celulares (não sou fã de jogos de celulares), pois, posso jogar um pouquinho enquanto estou fazendo outras coisas. Bem, pelo menos este que estou jogando no momento.

E assim vi a vantagem de jogar no celular, pois sempre que tenho um tempinho pego ele do bolso e jogo. Então vi que jogos de celulares são a escolha de muitos jogadores pois podem ser jogados em qualquer lugar num curto espaço de tempo. E um tempinho podemos encontrar facilmente no dia-a-dia.

Vantagens e desvantagens

Contudo os jogos de console e PC ainda são muito diferentes daqueles de celular, ainda prefiro jogar no console (mesmo quase não jogando), porque traz muito mais que jogos, traz um momento que você senta e entra em outro mundo onde pode ter várias aventuras.  Mas para isso precisa de tempo e investir ($) em um console, computador e jogos.

Já o celular que você continua no estado de trabalho, espera e/ou estudo, não te dando um momento único, apenas um passatempo. Mas pelo menos no celular você joga a qualquer momento e os jogos mais acessíveis.

Esta é a opinião de uma jogadora de console que passou a jogar no celular (mas que tem promessas de começo de mês que vai voltar a jogar no console novamente, hahaha).

Fonte: gameindustry.biz

Este post está disponível também em English